Jun

12

O meu país

por Ricardo Cruz

Desde alguns dias que acompanho com alguma preocupação a situação cada vez mais urgente que se vive nesta altura em Portugal. Procuro manter-me ao corrente do que se passa, lendo o máximo de jornais online. Tenho de arranjar maneira de ver os telejornais pela net também.

A mais recente crise da paralisação dos camionistas é um sinal preocupante. A consequente falta de abastecimento dos supermercados levou esse sinal a casa de todos. Ninguém agora, incluindo a classe política tem a desculpa de não ter ouvido o telefone tocar.

Mas para além dos efeitos preocupantes, também as causas, essas, são preocupantes. No último ano o preço do petróleo duplicou, atingindo um máximo de $139.60 por barril no passado dia 6 de Junho. Mas que causa tamanho aumento? Menor produção? Maior procura? Está a acabar? Não. O mercado petrolífero parece governado pela especulação capitalista. Com um dólar fraco todos se voltam para as matérias primas. Se estes valores parecem exagerados e insustentáveis a longo prazo, a verdade é que já ninguém acredita que o petróleo volte a desce da barreira dos $100 por barril, e se voltarmos a atingir tal valor já nos daremos por felizes. É importante por isso encontrar alternativas. Mas cuidado, há alguém que nos quer vender gato por lebre!

3 Respostas para “O meu país”

  1. ZINC Diz:

    Yo Bro. Oh pa, tu nem imaginas a sorte k tivest em sair daki!ve la, k eu keria vir pra guarda de carro e ja n havia gasoleo em Coimbra! La tive k recorrer ao velho amigo “KIM”. Mas o governo cometeu 1 grnd erro:Compactuou com esta greve ilegal e inconstitucional. Não devia ter negociado! Se tivesse k regularizar as coisas pelo força…assim seja! Agora, todas as outras classes profissionais mais afectadas pelo preço do gasóleo(Agricultores, pescadores, taxistas…) vão kerer fazer greve, o mais mediática e com maior impacto possivel na vida quotidiana. E todos eles vão querer que o governo negoceie. Cometer um crime (coacção/intimidação) passou a ser uma forma aceite e com resultados, na demonstração do desagrado por qualquer situação (válida ou não…!). Enfim…!
    Bro, 1 grnd abrac, e não te eskecas d m arranjr ai 1 trabalhito pra eu poder imigrar para um pais com alguma ordem social!!
    Ah, cuidado, nessa miscelânea cultural, com akeles jovens k rapam os pelos e vão à manicure…!!!!

  2. ricardo.cruz Diz:

    Yo Bro. Como é?

    Eh pá! Não sabia que tinha chegado a esse ponto. Realmente é incrível como se acabou o gasóleo em Coimbra. Olha lá e as vossas ambulâncias? Também não tinham gasóleo?

    Eh pá, tá descansado que havemos de conversar sobre a actividade de enfermagem no UK ;)

    Quê? Eu? Metrosexual??? Neps…. lolololol

  3. ZINC Diz:

    Yo!n, pa, pras ambulancias não acabou, pq ha uma pequena reserva na protecção civil, no âmbito do plano de emergência distrital.
    Hum, olha k ja os vi comecar por menos!!!!:) abracao

Responder